Veja alguns cuidados indicados ao planejar uma viagem com pets

por redação (com informações do Diário do Turismo)
Foto: Meus Animais/reprodução

Viajar bem é viajar seguro! Faça agora seu Seguro Viagem >

Olinda, PE, Brasil (Ano VI) - Para famílias que tem entre seus integrantes um animal, uma preocupação recorrente aparece no momento de planejar uma viagem. Uma dúvida surge: o que fazer com o pet? Para evitar colocar o bichinho em risco, é importante fazer uma análise levando em consideração todo o contexto da viagem. “Não existe um certo ou um errado, tudo depende das variáveis da situação, como distância da viagem, meio de transporte, perfil psicológico do animalzinho, tipo de personalidade e o estado de saúde”, explica Carolina Rocha, CEO da Pet Anjo e especialista em comportamento animal.

AliExpress - Comprar online, produtos automotivos, acessórios para telefone, computador, eletrônicos, moda, roupa, sapato, beleza, saúde, casa e jardim, brinquedos, e muito mais >

Por exemplo, se o pet é bastante idoso e precisa de cuidados médicos, acompanhamento e administração de medicamentos com hora marcada, uma viagem poderia deixá-lo ainda mais estressado, podendo piorar a situação de saúde geral. No entanto, em algumas situações, se o animalzinho estiver acostumado com essas mudanças de rotina, pode ser bastante benéfico, pois ele sentirá cheiros novos, conhecerá lugares novos e terá novas experiências.

Minizinha da PagSeguro - Quer vender? Então não inventa, adquira a sua por 12 vezes de R$ 9,90 >

No momento da decisão, é preciso refletir sobre algumas condições de viagem. Confira estas 11 perguntas a se fazer antes de levar o seu bichinho para viajar:

  1. Seu pet já está acostumado a viajar?
  2. Seu pet apresenta episódios agressivos, tende a ser mais tímido ou não gosta de sair ou fazer coisas diferentes?
  3. Qual a condição de saúde de seu pet e quando foi o último check-up?
  4. O destino de sua viagem é apropriado para receber pets?
  5. Você poderá deixá-lo no hotel quando precisar? Existem profissionais para cuidar dos peludos quando precisar?
  6. O espaço têm uma composição específica e confortável para abrigar animais?
  7. O clima do destino é favorável para seu pet?
  8. E a cultura? As pessoas aceitam bem os pets no local?
  9. Seu pet tem identificação? Microchip? Seguro em casos emergenciais?
  10. Você já foi ao veterinário para saber se seu pet precisa de vacinas para ir ao local?
  11. Você já comprou todos os utensílios para transportá-lo? E já fez adaptação do pet?
  12. Avaliando estas variáveis, o tutor se sentirá mais seguro para tomar a melhor decisão para o pet.

Não cancele sua viagem, adie! #ViajarENecessario