Buenos Aires, o melhor lugar para uma lua de mel barata e inesquecível

Escrito por Caio Martins - Sugestão de acomodações Detecta Hotel - Pesquisa de passagens Passagens Promo

 

Jacytan Melo | Travel & Tourism - Ah Mi Buenos Aires Querida. Assim cantou Carlos Gardel, o mais famoso cantor de tango que passou por esse mundo. A cidade é tão querida que é um dos destinos preferidos dos casais brasileiros para passar a lua de mel. Pudera! Buenos Aires é charmosa, encantadora, divertida, romântica.

 

Mas ela cabe no bolso para uma lua de mel? A resposta é SIM. Basta saber como e onde gastar o dinheiro. E para isso o Dubbi, plataforma colaborativa de viajante, vem novamente ajudar.

 

Ver vídeo - Buenos Aires | Turismo: https://youtu.be/OSE-b_jE4YE

 

Tango, dança popular da Argentina - Imagem: reprodução/divulgação/Hd Images 3 HD

Tango

 

Vamos começar pela dança típica argentina. Afinal, ir para Buenos Aires em plena lua de mel e não dançar tango (ou ao menos tentar) é como ir para Roma e não ver o papa. É o ápice da cultura porteña. Então vamos lá às dicas. As maiores e melhores casas de tango estão longe de serem baratas (uma média de R$ 300 por pessoa incluindo entrada e alimentação).

 

Mesmo em uma viagem econômica, é possível se dar alguns poucos luxos, não é mesmo? Se for o caso, a casa de tango deve ser o luxo da sua lua de mel. O Señor Tango e o Tango Porteño (por volta de R$ 180) são shows mais cinematográficos, que lembram a famosa região da Broadway, em Nova York. O El Querandi (a partir de R$ 350), Centro Cultural Borges (R$ 600) e a Casa Carlos Gardel (a partir de R$ 350) são mais caros, mas têm um clima mais intimista e reservado.

 

Due ballerini di tango si esibiscono per le strade di San Telmo
 Imagem: reprodução/divulgação/Thomas Cockrem / Alamy

Agora, se o casal constatar que não dá para ter essa ostentação de jeito nenhum, ainda dá para curtir um tango na Plaza Dorrego, no bairro de San Telmo, pouco citado nos guias turísticos, mas ideal para um casal apaixonado. “É de graça e ao ar livre. Você vai ver os locais dançando, sem nenhuma maquiagem”, diz o viajante Milton Leal, de São Paulo. As apresentações mais efusivas acontecem aos domingos à tarde. Bares e restaurantes em volta da praça oferecem um cardápio convidativo, mas vendas nas ruas são uma opção melhor para o bolso.

 

Encontre hotéis em Buenos Aires, Argentina >

 

Reserva Costanera Sur, Buenos Aires, Argentina
Imagem: reprodução/divulgação

Passeios verdes

 

Parques e praças da cidade são ideais para casais em lua de mel em Buenos Aires. E são dois os motivos: 1, a cidade é internacionalmente conhecida como dona de belíssimas áreas verdes; 2; a entrada geralmente é de graça ou a preço de manutenção, ou seja, bom para o bolso. O Jardim Japonês é um deles, com entrada a R$ 20, possui um grande lago na área central perfeito para um momento a dois. O Jardim Botânico de Palermo, com belos jardins e área verde nativa, também vale uma visita (entrada gratuita), assim como a Reserva Costanera Sur, com uma diversidade de flora e fauna impressionante.

 

O Estádio “Alberto Jacinto Armando”, também conhecido como “La Bombonera”, 
está localizado na cidade de Buenos Aires e é a casa oficial do Boca Juniors
Imagem: reprodução/divulgação

El Caminito

 

Oito quarteirões. Um pequeno trecho, mas suficiente para tornar a rua El Caminito, no bairro la Boca, um local obrigatório para casais em lua de mel. É uma região com casinhas coloridas, onde música, arquitetura, arte e futebol se encontram a céu aberto. O estádio La Bombonera, um dos mais célebres do mundo, está situado ali e merece uma visita em seu tour guiado mais museu, por cerca de R$ 35. Mesmo que o casal não seja muito fã de futebol, se quiser entender um pouco da paixão porteña pelo esporte, La Bombonera se faz necessário.

 

Calle Florida,rua repleta de lojas de Buenos Aires, Argentina
Imagem: reprodução/divulgação

O que não fazer

 

Isso é unânime entre os viajantes: fuja da Calle Florida, a rua repleta de lojas de Buenos Aires. Maycon Willian, de Perdões, é um deles. “Esqueça a ilusão. Os preços estão iguais ou até mais caros do que os praticados no Brasil”, diz. Se o casal fizer questão de conhecer a rua, já que é um clima de lua de mel, vale dar um passeio, mas vá sem a expectativa de comprar nada.

 

A melhor dica para quem quer comprar uma lembrancinha é ir nos famosos mercados de pulgas. Na já citada Plaza Dorrego (a do tango), a Feira de San Telmo tem antiquário e barraquinhas de feira. O mercado das pulgas de Colegiales é um dos mais famosos e também vale uma visita.

 

Puerto Madero, antiga área portuária de Buenos Aires, Argentina
Imagem: reprodução/divulgação/buenosaires.gov.ar

Onde não comer

 

Novamente, não estamos proibindo o casal de ir até lá, mas não com expectativa de não gastar dinheiro. Estamos falando da belíssima região de Puerto Madero, antiga área portuária que passou por uma revitalização e agora é um dos lugares mais agradáveis de Buenos Aires. No entanto é também um dos lugares mais caros, com ótimos restaurantes, bares, luxuosos hotéis e cassinos. Vale passear e andar pelo bairro, e comprar um sorvete ou um doce de leite, ao menos.

 

Parrillada, tadicional churrasco argentino presente em toda Buenos Ares
Imagem: reprodução/divulgação

O que comer

 

A parrillada, é claro. O tradicional churrasco argentino está presente por toda Buenos Aires. O viajante Jawer Parzeweski, que mora na cidade, ensina tudo. O pedido se divide em três etapas.

 

1) Entrada. Geralmente se come vísceras da vaca, chinchulin (tripa gorda), molleja, riñonada, e outros.

 

2) Cortes principais. Frango (pollo), vacio (vacuno), tira de asado (vacuno) e chorizo (linguiça). Acompanha pão (indispensável para o argentino) e vinho.

 

3) Postre (sobremesa).

 

Parrillas famosas para se sentir um local: Lo de Charly e El boliche de Dario.

 

Che Lagarto, bairro de San Telmo, Buenos Aires, Argentina
Imagem: reprodução/divulgação

Onde dormir

 

Para economizar de verdade, o jeito é alugar um quarto compartilhado em hostel. Com preços a partir de R$ 45*, os viajantes indicam: Che  Lagarto e Puerto Limón, em San Telmo, Hostel Carlos Gardel, em Puerto Madero, Hostel Suites Florida, na Calle Florida, e o Milhouse Hostel Avenue, no centro. No entanto, sabemos que em uma lua de mel o casal quer privacidade. A viajante Ana Claudia Medeiros dá a dica certa. Casa Aire, em Palermo, tem uma ótima localização por apenas R$ 135* o quarto duplo privado.

 

Encontre outras opções de hospedagens em Buenos Aires, Argentina >

 

Imagem: reprodução/divulgação

Passagens aéreas para Buenos Aires

 

No Passagens Promo, você pode pesquisar o melhor preço para a sua passagem aérea. Veja as melhores tarifas de passagens aéreas para Buenos Aires no site do Passagens Promo.

 

*Nota: os preços apresentados acima foram de informações datadas em 21/05/2016. Convém o viajante consultar preços atuais antes de embarcar para a cidade.