Cresce o número de "hotéis-micro" em Nova York, nos Estados Unidos

por Redação Hôtelier News* - Detecta Hotel
Quarto no Tommie Hudson Square, Nova York, EUA - Imagens: reprodução/divulgação/TheCoolist

Jacytan Melo Passagens (Ano IiI) | Sua próxima viagem começa aqui!
- Hotéis bons para dormir e não muito além disso não são exatamente uma tendência nos Estados Unidos mas estão em constante evolução em Nova York (EUA) e outras cidades do mundo. Sem maiores atrativos, focam a sua estratégia de Marketing no design arrojado e na praticidade aliada ao custo-benefício como forma de atrair os viajantes.

Nos próximos meses, a Big Apple continuará assistindo aos grandes movimentos desse tipo de hospedagem, com marcas consolidadas em busca de novas praças e outras emergentes buscando seu espaço na cidade. Confira abaixo uma relação dos principais "hotéis-micro" localizados no destino.

Pod Hotels - A marca Pod foi uma das primeiras a fazer incursões em Nova York e, este ano, tem mais dois empreendimentos previstos para a região Midtown. A primeira unidade no Brooklyn, o Williamsburg Pod, está programado para o mês de setembro, adicionando 249 quartos à oferta da região. Apesar do pouco espaço, todos os apartamentos são equipados com o que há de mais moderno em tecnologia e facilidades. O espaço de convivência terá, entre outras novidades, o primeiro Salvation Taco (restaurante mexicano) fora de Manhattan.

A outra unidade Pod que está por vir é um hotel no Times Square, ainda sem data de inauguração. Essa propriedade dará, segundo a companhia, "um passo além" em relação aos hotéis anteriores, oferecendo apartamentos para estadas prolongadas chamados "Pod Pads".

Arlo Hotels - A Arlo Hotels (foto: Arlo Hudson Square hotel) apostou suas fichas no mercado de Nova York no ano passado com a estreia de uma unidade no Soho, de 325 apartamentos. Neste ano está previsto o hotel Arlo Nomad, que adicionará 250 apartamentos à oferta da companhia na Big Apple.

Os quartos dos hotéis da marca possuem camas de luxo, móveis diferenciados, acessórios e janelas maiores, característica que busca minimizar a sensação claustrofóbica de estar hospedado em uma unidade "micro".

Assim como a Pod Hotels, a Arlo também compensa a falta de espaço com amenidades diferenciadas como um café 24 horas com serviço de lanches e bebidas em cada propriedade, além da abundância de espaços de convivência, bares na cobertura e restaurante da marca Buzzy.

Moxy Hotels - Marca da Marriott International, a Moxy abrirá seu primeiro hotel em Nova York, também na Times Square, com quartos a preços acessíveis e suítes de metragem comum, além da opção de apartamentos de solteiro com cama e beliche.

O empreendimento terá no total 612 apartamentos assinados por Yabu Pushelberg, além de espaços comuns projetados pelo Rockwell Group, incluindo o bar do terraço que promete ser o grande coringa da unidade, descrito como um verdadeiro "parque de diversões urbano", com abundância de espelhos e lounge com inspiração nos tradicionais carrosséis encontrados nesses espaços.

Yotel - A marca de "hotéis-cápsula", que já possui um empreendimento na região chamada de Hell´s Kitchen, abrirá mais uma unidade em Nova York no final de 2017. Cada unidade contará com camas especiais, televisores de tela plana e outras amenidades devidamente planejadas para a economia de espaço.

*Fonte da matéria: https://hoteliernews.com.br/noticias/cresce-o-numero-de-hoteis-micro-em-nova-york-nos-estados-unidos-74527