Valores de tarifas para malas despachadas é anunciada pela Azul

por redação (com informações Azul Linhas Aéreas)
Imagens: Reprodução/Divulgação

Jacytan Melo Passagens | Sua próxima viagem começa aqui!
- Como sempre, na dianteira da competição aérea, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras anunciou na última quinta-feira (9) que passará a ofertar aos passageiros que viajarem apenas com até 10 kg de bagagem de mão a partir de 14 de março, na validade das novas regras da Associação Nacional de Aviação Civil (Anac). Segundo a companhia, bagagens de até 23 kg em voos domésticos será mantida as tarifas atuais, sem cobranças extras.

Azul Linhas Aéreas - Aproveite a melhor época do ano para viajar pelo Brasil. Reserve agora! >>

Para a Azul, a nova regra para as bagagens de mão que também passa a vigorar na próxima terça-feira, fica ainda mais fácil para o passageiro economizar em sua viagem, pois poderá levar o dobro de peso na comparação com os atuais 5 kg para bagagem de mão.

Ciente das demais normas da Anac, a companhia irá se adequar a elas que incluem reembolso por desistência em até 24h após a compra e não cancelamento do trecho de volta em casos de não cumparecimento ou falta de aviso do passageiro sobre a desistência do voo de ida.

Com a Azul, você está sempre onde merece: Lá em cima. Isto porque a companhia faz de tudo para você se sentir especial. >>

Na próxima semana, a companhia passará a vender bilhetes aéreos em duas categorias: MaisAzul que consiste na prática tarifária atual, incluindo franquia de até 23 kg, além dos 10 kg e na categoria Azul, passagens serão mais baratas com a opção de contratar ou não o serviço de despacho de bagagem, por R$ 30. Isso significa, nessa modalidade, que, se o passageiro mudar de ideia, poderá incluir os 23 kg de bagagem, a qualquer momento, por apenas R$ 30,00. Caso oo passageiro ultrapasse essa cota de 23 kg, será mantida a atual cobrança por quilo excedente.

Para viagens fora do Brasil e na América do Sul, os valores são um pouco maior, onde são cobrados R$ 50,00 por volume quando o passageiro quiser despachar bagagem tendo comprado a passagem mais barata.

Em viagens internacionais fora da América do Sul, o despacho de dois volumes de 23 kg será mantido nas classes econômicas e três volumes para a classe executiva. Segundo a companhia, a diferença está no peso máximo permitido para cada volume, que agora se enquadra nos padrões internacionais. Caso o passageiro queira despachar um ou mais volumes extras, a companhia reduzirá o valor do volume extra de US$ 150 para US$ 100 por volume.