TURISMO INTERNACIONAL | ORIENTE MÉDIO - Saiba quando ir a Israel

>>> Hospede-se em um dos hotéis do Hilton Hotels & Resorts e se apaixone!

 

Jerusalém, Israel - Imagem: Reprodução/Divulgação

 

por infomações Monique Renne | Melhores Destinos

 

#JACYTANMELOPASSAGENS - Quando ir a Israel - De clima seco e quente no verão. Úmido e com temperaturas amenas no inverno. O “resumo” parece ser possível para um país como Israel, que tem o tamanho do menor estado brasileiro. Porém, apesar da pequena extensão, a rica geografia local contribui para grandes variações climáticas. O fenômeno leva o viajante do calor intenso nas praias e desertos durante o verão às montanhas cobertas de neve no inverno. Na hora de escolher quando visitar Israel, é muito importante levar em consideração as condições climáticas, pois elas podem influenciar muito durante a visita. O fator clima, no entanto, não é o único que deve ser consultado pelo viajante. O país, cercado de tradições religiosas, é rico em datas comemorativas que podem aumentar bastante o número de turistas nas ruas, assim como os preços de hotéis e passeios. Veja algumas dicas abaixo que podem ajudar na hora de definir a melhor época para a sua viagem.

 

>>> TRIP_ADVISOR - Planeje e reserve sua viagem no maior site de viagens do mundo

 

Deserto de Negev, em Israel - Imagem: Reprodução/Divulgação

 

Clima

 

A região do Deserto de Negev e do Mar Morto, ao sul de Israel, costuma ser muito quente e seca. O tempo fica mais ameno apenas no inverno, quando a temperatura cai poucos graus e permite um passeio mais agradável. Em outros períodos, a caminhada pelas ruínas de Massada pode ser um grande sacrifício, especialmente para quem pretende encarar a subida a pé. Mas se ideia é curtir o clima nativo, nada como um passeio pelos Kibutz, uma aventura em um veículo 4x4 ou montado em um camelo no Deserto da Judeia. A exceção para o tempo extremamente seco é a região de Eilat. No extremo sul do país, entre o deserto e o Mar Vermelho, a cidade é um paraíso com clima agradável todo o ano, onde vários resorts e áreas para prática de esportes aquáticos e de aventura fazem a felicidade dos visitantes.

 

>>> ALITALIA te dá as boas vindas a bordo. DESCUBRA MAIS!

 

Cidade de Tel Aviv, Jerusalém, Israel - Imagem: Reprodução/Divulgação

 

À beira do Mediterrâneo, na faixa litorânea, os termômetros apresentam poucas variações entre as estações. O verão é quente, seco e excelente para quem gosta de praia. Já os invernos são mais chuvosos, porém com agradáveis temperaturas, o que permite a visita durante todo o ano. Não há extremos em nenhum dos períodos. Nesta área estão cidades como Tel Aviv e Haifa, onde visitas são bem vindas nas quatro estações.

 

>>> VOOPTER - Todas as ofertas de passagens aéreas num só lugar. COMPARE AGORA!

 

Ruínas da casa da Marta e Maria, irmãs de Lázaro, Jerusalém, Israel
Imagem: Reprodução/Divulgação

 

Nas regiões montanhosas, como Jerusalém (centro) e Safed (ao norte), a prevalência é de clima seco e com temperaturas amenas no verão. O inverno costuma ser mais rigoroso e com muita chuva. É comum que no auge do frio algumas áreas fiquem cobertas de neve, especialmente nos pontos mais altos (é raro, porém também neva em Jerusalém). Até mesmo durante o verão as noites costumam ser frias, por isso é imprescindível estar sempre com casaco na mala.  

 

>>> Seguro Viagem DESCONTO - Comparação em

 tempo real das melhores seguradoras. Iniciar Busca!

 

Praia do Mediterrâneo, Jerusalém, Israel - Imagem: Reprodução/Divulgação

 

Dependendo da época que você estiver no país, poderá viver um dia de sol na praia do Mediterrâneo e no momento seguinte ver da janela uma bela camada de neve cobrindo Jerusalém. Se você prefere dias com temperaturas mais amenas, o ideal é viajar durante a primavera e outono, quando o calor e o frio não são extremos em nenhuma região. Durante o verão os dias são bem mais longos, com média de 12 horas de sol, enquanto no inverno o sol permanece no céu por apenas 5 horas. Vale lembrar que no hemisfério norte as estações do ano são opostas ao Brasil, ou seja, por lá o verão é no meio do ano e o inverno no final.

 

>>> Acesse e "curta" a fanpage de Jacytan Melo Passagens no Facebook

 

Período mais seco – maio a agosto (quando quase não há incidência de chuva)

 

Período mais chuvoso – dezembro a fevereiro (probabilidade de chuva de 35% a 40%)

 

Meses mais quentes – junho a agosto

 

Meses mais frios – dezembro a fevereiro

 

Média anual em Jerusalém - Temperatura mínima e máxima

 

Janeiro - 5ºC e 13ºC

Fevereiro - 6ºC e 14ºC

Março - 8ºC e 18ºC

Abril - 13ºC e 23ºC

Maio - 16ºC e 27ºC

Junho - 18ºC e 29ºC

Julho - 19ºC e 30ºC

Agosto - 19ºC e 31ºC

Setembro - 19ºC e 29ºC

Outubro - 17ºC 27ºC

Novembro - 12ºC e 21ºC

Dezembro - 7ºC a 15ºC

 

Média anual em Tel Aviv - Temperatura mínima e máxima

 

Janeiro - 9ºC e 18ºC

Fevereiro - 9ºC e 19ºC

Março - 11ºC e 22ºC

Abril - 14ºC e 26ºC

Maio - 17ºC e 29ºC

Junho - 21ºC e 31ºC

Julho - 23ºC e 33ºC

Agosto - 24ºC e 33ºC

Setembro - 22ºC e 32ºC

Outubro - 19ºC 29ºC

Novembro - 14ºC e 25ºC

Dezembro - 11ºC a 20ºC

Datas religiosas e feriados

 

Hospedagem em Israel, onde se encontram bons hotéis e resorts
Imagem: Reprodução/Divulgação

 

Israel vive dentro de um turbilhão religioso e recebe peregrinos de todo o mundo, tanto judeus quanto católicos e muçulmanos. Por isso, alguns períodos e feriados (mesmo que não seja feriado em Israel) podem tornar a cidade mais disputada e dificultar o passeio. Os locais sagrados ficam lotados, assim como hospedagens e restaurantes. Pode ser difícil até mesmo encontrar um guia turístico. Sendo assim, caso a sua intenção não seja visitar a cidade exatamente em uma dessas datas, o ideal é evitá-las. Além das datas festivas, as férias escolares – entre julho e agosto – também influenciam o movimento de turistas locais.

 

Procissão durante à Semana Santa, Jerusalém, Israel
Imagem: Reprodução/Divulgação

 

A regra das festividades católicas é similar ao Brasil. Datas como Semana Santa (que celebra a Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo) e Natal (quando é celebrado nascimento de Jesus), lotam Israel, especialmente Jerusalém e Nazaré.

 

O mês de Tishrei é definitivamente a época das festas judaicas, e quando se faz 
uma peregrinação para a Terra Santa - Imagem: reprodução/Divulgação

 

Entre as datas mais importantes para os judeus, destacam-se eventos religiosos e outros de importância para a história do país. Como o Calendário Judaico é diferente do Gregoriano (utilizado no Brasil), há certa confusão e variação nas datas. As festividades em Israel começam com a comemoração do Ano Novo Judaico-Rosh Hashaná-, que acontece normalmente entre final de setembro e início de outubro no calendário Gregoriano e no primeiro dia do Tishrei, para o Calendário Judaico. Este período é marcado por várias festividades, como Yom Kipur (Dia da Expiação, que acontece 10 dias após o Ano Novo judaico) e Sucot (Festa das Cabanas, que dura do 15° ao 21° dia após o Rosh Hashaná ), e se assemelha à nossa semana de Natal e Ano Novo. É um período muito importante para os Israelenses e usado para férias e folgas prolongadas, o que lota as regiões mais turísticas e encarece a viagem.

 

É Dia de Festa na Terra das Promessas: Feriado da Independência de Israel
Imagem: Reprodução/Divulgação

 

O segundo período disputado pelos locais é a primavera, quando uma sequência de datas comemorativas mantém muitos comércios fechados e permite que os Israelenses saiam de férias. Purim (celebração que acontece no 14° dia do mês Adar, normalmente no mês de março), Pessach (A Páscoa para os judeus, que comemora o êxodo do Egito e acontece por sete dias a partir do 15° dia do mês Nissan, normalmente em abril) e o Dia da Independência (no 5° dia do mês Iyar, entre final de abril e início de maio).  Ao longo do ano, outros feriados acontecem, porém não param o país por longos períodos nem mudam a rotina das áreas turísticas. 

____________________________________________

Antes de viajar compare aqui o seu Seguro Viagem


Acompanhe Jacytan Melo Passagens pelo Twitter