Turismo de aventura (África) - Conheça a piscina mais perigosa do mundo

por redação (com informações Tarcila Ferro | Viajar pelo Mundo - Detecta Hotel)
Imagens: reprodução/divulgação

VIAJAR BEM É VIAJAR SEGURO >

Desde 1989, as Victoria Falls são consideradas patrimônio da humanidade pela Unesco. É também considerada a maior catarata do mundo com 1708 metros de extensão e 100 metros de altura

Jacytan Melo Passagens (Ano III) | Sua próxima viagem começa aqui!
- Quem gosta de aventura e gosta de se arriscar em mergulhos profundos a dica são as Cataratas de Victoria Falls, na Ilha de Livingstone, do lado da Zâmbia, onde fica a Devil's Pool (Piscina do Diabo), um nome, que só de olhar para as imagens, fica fácil de entender a localização desta preciosidade da natureza.

Real Seguro Viagem - Comparação, consultoria e suporte para você contratar o melhor plano para sua viagem. Clique e confira! >

Victoria Falls, na fronteira entre Zâmbia e o Zimbábue, é uma das maiores cachoeiras do mundo, com quase cem metros de altura. Entre os meses setembro e dezembro, o fluxo da água atinge certo nível e um dos cantos forma uma piscina natural, com uma vista impressionante.

Seguro Viagem DESCONTO - Comparação em tempo real das melhores seguradoras. Iniciar Busca! >

A piscina do Diabo (foto) tem um estratégico que permite que os nadadores mais aventureiros mergulhem em segurança (sempre tomando precauções) e admirar as mais belas imagens que a natureza oferece.

Faça agora seu Seguro de Viagem com 10% de desconto em todos os planos, + 5% no boleto ou em até 6 vezes no cartão de crédito. >

Conheça mais sobre a Ilha de Livigstone

Apesar de pequena, Livingstone é conhecida mundialmente pela beleza das Cataratas Victoria, um conjunto de cachoeiras com 1.708 metros de extensão e 100 metros de altura, que despeja a cada minuto 600 milhões de litros de água. Ela serviu como pedra fundamental para o desenvolvimento do turismo.

Veja as ofertas de hotéis em Zâmbia >

Colonizada no final do Século 19 pelos ingleses, a Zâmbia ainda soa “diferente demais” para boa parte dos brasileiros. Os brasileiros têm descoberto a África casualmente: basicamente Egito, Marrocos e África do Sul são os destinos mais procurados. O que muita gente não descobriu é que Livingstone está a menos de duas horas de viagem da terra de Nelson Mandela. Para quem já se encontra na África do Sul, é como ir de São Paulo até Belo Horizonte. Há voos diretos que partem de Johannesburgo. No próprio aeroporto os turistas estrangeiros preenchem um formulário básico, pagam US$ 50 e recebem o visto de entrada sem burocracia.

Momondo - Economize nas passagens aéreas. Encontre os melhores voos. BUSCAR! >

Saindo do aeroporto, a única alternativa de viagem é seguir pela avenida Mosi-Oa-Tunya, a estrada principal de ligação da região. Em suas margens encontram-se os hotéis, o comércio local, dois museus, restaurantes e um pequeno shopping.

Chegando ao Parque Nacional Victoria Falls

Para ter acesso ao Parque Nacional Victoria Falls (foto) é preciso pagar uma taxa de US$ 20. O passeio segue por caminhos e passarelas bem sinalizados que levam até mirantes de onde se observam as cachoeiras dos mais diversos ângulos. Vale a pena fazer uma pausa em cada um para fotografar a paisagem, que fica mais bela com os arco-íris formados nos dias ensolarados. Nas noites de lua cheia, a reserva fica aberta até mais tarde para que os visitantes possam ver o raro e belo arco-íris noturno.

De abril a junho é o período de cheia. O volume de água cresce muito e não se veem mais as pedras e a vegetação. Em setembro, é um período de poucas chuvas.

Victoria Falls está entre fronteiras - um trecho pertence a Zâmbia e outro ao Zimbábue. A fronteira entre os dois países é marcada pela centenária ponte de ferro que recebe o mesmo nome da catarata.

Vida selvagem - O território do país reúne 19 parques nacionais. Alguns são tão isolados que o acesso se torna um grande empecilho para o turismo. Porém, a maioria já oferece facilidades, como hotéis e campings, que permitem aos visitantes realizarem bons safaris à procura do big five.

A maior reserva fica a oeste da capital, Lusaka. É o Kafue National Park (foto), com mais de 22 mil quilômetros quadrados e grande variedade de animais e plantas. Do outro lado fica o Mosi-oa-Tunya, a menor reserva com apenas 67 quilômetros quadrados.

Saiba onde se hospedar em Zâmbia
Ver hotéis recomendados por viajantes


Zambezi Sun
3 estrelas | Muito bom, 8.1 (1.755 avaliações)
Livingstone, Zâmbia
VER OFERTAS >


Radisson Blu Hotel Lusaka
5 estrelas | Muito bom, 8.5 (1.377 avaliações)
Lusaka, Zâmbia
VER OFERTAS >


Taj Pamodzi Hotel
5 estrelas | Muito bom, 8.2 (1.152 avaliações)
Lusaka, Zâmbia
VER OFERTAS >


Royal Livingstone Hotel by Anantara
5 estrelas | Muito bom, 8.0 (738 avaliações)
Livingstone, Zâmbia
VER OFERTAS >


Protea Hotel by Marriott Livingstone
3 estrelas | Muito bom, 8.4 (574 avaliações)
Livingstone, Zâmbia
VER OFERTAS >

Ver mais ofertas de hospedagem em Zâmbia >

       

 

Seguro viagem africa 728x90