Confira dicas para tirar visto australiano

por informações Diário do Turismo (Edição do DT com agências)
Imagem: Sidney, na Austrália - Reprodução/Divulgação
 
#JACYTANMELOPASSAGENS - A primeira etapa de quem pensa em sair do país de origem para morar e trabalhar em terras estrangeiras é a obtenção do visto. Ficar ilegal em um país, além de ser crime, traz uma série de desvantagens, desde a dificuldade no acesso à educação e aos cuidados de saúde no país, até a obtenção de trabalho. A Austrália, por exemplo, é extremamente rigorosa no processo de aprovação de um visto permanente.
 
A empresa especializada em assessoria de imigração para a Austrália M.Quality preparou uma lista com dicas do que fazer na obtenção do visto. Confira:
 
 
Mentir 
 
Ao se inscrever para o visto australiano – ou para qualquer país estrangeiro – a primeira dica e, talvez, a mais importante, é não mentir sobre qualquer dado, seja ele qual for.
 
 
Candidatar-se a um visto diferente 
 
Se a intenção é imigrar e morar na Austrália, não tente enganar o departamento de imigração se candidatando a um visto diferente do seu verdadeiro propósito.
 
 
Não ter sua profissão na Skilled Occupations List
 
A Skilled Occupations List (SOL), lista de profissões em que há demanda de trabalhadores estrangeiros, é a porta de entrada de imigrantes mais indicada para aqueles que querem trabalhar no país. O governo estimula estrangeiros formados – ou mesmo sem diploma mas com experiência prévia em algumas áreas descritas na lista – para que se candidatem ao documento de residência australiana, já que terão mais chances de conquistar emprego no mercado de trabalho do país.
 
 
Ter antecedentes criminais
 
Muitos processos de visto na Austrália requerem que os brasileiros apresentem a Certidão de Antecedentes Criminais. Esse histórico pode ser decisivo pois é levado em conta na hora de conceder o visto de imigração. No entanto mesmo que a sua Certidão de Antecedentes Criminais apresente algo indesejado, você poderá ainda ter chances.
 
 
Tentar fazer tudo sozinho
 
Há inúmeras peculiaridades que podem confundir quem tenta aplicar o visto sozinho. O mais indicado é recorrer ao suporte de uma agência imigratória devidamente registrada junto ao governo australiano. O principal objetivo da agência é fazer com que o futuro estudante economize tempo, já que o processo é relativamente demorado e requer conhecimento da legislação australiana.
 
 
Banner 728x90